Resenha do dorama 1 Litro de Lágrimas/ Ichi Rittoru no Namida

Já faz algum tempo que eu não atualizo o blog com as resenhas de Naruto, Bakuman e outros mangás e livros. Primeiro porque eu não estava com tanto tempo assim para sentar e escrever algumas coisas. Segundo porque, pelo menos com Naruto, infelizmente eu perdi um pouco do ânimo para escrever as resenhas dos capítulos semanais.

Mas hoje eu tive que voltar aqui, e dessa vez para falar de um dorama (as novelas exibidas no Japão) que me surpreendeu de verdade, chamado 1 Litro de Lágrimas.

1 Litro de Lágrimas é uma história baseada em fatos reais que conta a vida de uma menina que viveu no Japão, chamada Aya.

Aya com 14~15 anos teve uma doença chamada Degeneração Espinocerebelar, uma doença incurável e muito cruel que faz com que a pessoa gradualmente vá perdendo os movimentos do corpo, não conseguindo mais falar, andar, comer e escrever embora o interior de sua mente seja como a de todos nós, ou seja, o corpo se definha a cada dia, mas a doença não afeta o cérebro. E foi isso o que aconteceu com a Aya, e 1 Litro de Lágrimas, o dorama composto por 11 episódios e um especial, conta todo o processo da jovem que morreu com 25 anos.


Ela, durante todo o perído da doença, começou a escrever um diário contando tudo o que sentia em relação a tudo pelo qual passava, seus medos, suas frustrações, o conforto e amor recebido pela família e amigos, os olhares sem coração... E eu posso dizer que o título do dorama faz juz ao nome que tem. Eu chorei em todos os episódios como jamais chorei lendo um livro, assistindo um filme, uma novela, um seriado ou qualquer outra coisa fictícia ou baseada na vida real. A história da Aya nos toca profundamente e nos traz uma lição de vida muito importante, além de que nos faz perceber também que os nossos problemas do dia a dia não são absolutamente nada comparado ao drama da vida de Aya.

O dorama é muito bem produzido, as cenas são emocionantes e os atores se entregaram de corpo e alma aos seus personagens. Além disso, no final de cada episódio há trechos do verdadeiro diário de Aya, cujos trechos do diário mostrado em fotos são citados nas cenas do dorama. Também, as fotos da verdadeira Aya no final de cada episódio são de tocar de verdade o nosso coração e percebermos que somos muito prestigiados por termos braços e pernas saudáveis, e que a Aya, mesmo tendo sofrido muito por 10 anos desde quando descobriu a doença até o último dia de sua vida, sempre manteve um sorriso no rosto e conseguiu mudar a vida de muita gente, tanto que eu, hoje, em 2010, estou aqui escrevendo sobre ela e sobre o dorama baseado na vida dela.

Eu assisti todos os episódios da novela em dois dias, e, sem querer ser piegas ou qualquer coisa do tipo que vocês possam pensar de mim agora, eu posso dizer que não sou a mesma de dois dias atrás, quando ainda só conhecia 1 Litro de Lágrimas por citações de amigos meus que conheceram a história da Aya pelo dorama ou o mangá publicado.

Aliás, o mangá 1 Litro de Lágrimas foi publicado aqui no Brasil pela editora NewPop, e você pode encontrar a resenha do mesmo no blog, clicando aqui.

O livro, que vendeu mais de 1.800.000 cópias, ainda não foi publicado no Brasil, mas pode-se encontrá-lo na Internet, graças à tradução de fãs que também se encantaram com a história de vida da Aya.

E eu, como fã de romances na ficção ( e também da vida real), não poderia deixar de comentar o romance do dorama entre a Aya e o Asou.

Todo o relacionamento deles foi incrível, muito puro e mágico. O sentimento deles foi o sentimento mais bonito que eu já vi na ficção, e eu já li muitas coisas fofas e choráveis, mas nenhum me fez refletir tanto como o sentimento entre os dois.

Quem me viu surtando no Twitter sabe que eu me apaixonei de verdade pela declaração do Asou (não considero isso spoiler, porque desde o primeiro episódio percebe-se que eles terão um envolvimento, e o interessante é acompanhar o processo, não descobri-lo) e mesmo sem ambos trocarem um beijo sequer (afinal aqui estamos diante também de costumes japoneses) os diálogos entre eles foram realmente muito bonitos, puros e divertidos. Além de que, na minha opinião, qualquer demonstração de afeto como um beijo ou um abraço profundo arruinaria toda a veracidade da história da verdadeira Aya.

Sim, até onde eu sei, não existiu um Asou na vida dela, pelo menos não da forma como retratada no dorama, e num primeiro momento eu fiquei muito triste de saber isso, mas, assistindo ao último episódio, eu percebi... eu percebi que nós somos o Asou da vida da Aya, porque, mesmo que muitos de nós não tenhamos a mesma doença que ela, nos identificamos com ela, e, com certeza, se eu vivesse na mesma época que a Aya viveu, ao lado dela eu procuraria passar todo a minha generosidade e carinho, assim como o Asou fez.

E, por isso, a mensagem dessa história incrível é a generosidade para aqueles que precisam de nós, afinal, muitos de nós somos providos de corpos saudáveis, e também de um coração generoso e de "1 Litro de Lágrimas".

É o pouco que posso fazer por enquanto, mas espero que esse texto possa alcançar mais e mais pessoas que não conhecem os diários da Aya e sua história, e possam ser tocados com as palavras da menina que fechou seus olhos há 22 anos, mas é lembrada até hoje, dando a nós verdadeiro exemplo de vida.


Baixe os episódios do dorama aqui e o especial aqui .

C.

7 Response to "Resenha do dorama 1 Litro de Lágrimas/ Ichi Rittoru no Namida"

  1. Até me assustei com esta resenha. Você parece realmente envolvido com esta trama.
    Estou com medo. É que sou muito fácil pra chorar em dramas. Mas vou encarar. Depois eu falo se chorei mesmo um litro de lágrimas. XD

    Anônimo says:

    Cara, eu assisti e chorei mais ke um litro rsrsrs
    Muitoooo bom , e muito triste
    A irma da Aya no comeco eh muito chatinha mas depois de um tempo ela tbm vai aceitando a doenca de sua irma!!!
    Eh muitooo bom mesmoo

    Sim, eu também chorei mais que um litro! TT-TT rs

    A irmã da Aya no começo era um pouco chatinha mesmo, mas depois que ela dá aquele sermão no irmão que estava sendo perseguido pelos amiguinhos, virei fã dela. Chorei demais nessa cena.

    Lucas says:

    Gostei muito deste dorama. Nenhum é mais triste que esse. E esse é baseado em fatos reais!!!! Isso faz a tristeza aumentar muito mesmo!!!

    Com certeza, Lucas! TT-TT

    Eu gostei tanto mas tanto que até chamei minha mãe pra assistir e choramos juntos episódio á episódio, lindo ! É de se emocionar.

    Resenha do dorama 1 litro de lágrimas.

    Sensacional, me emocionei a cada episodio, chorrei, rir bastante com o Pai da Aya e a familia, principalmente quando o Asou, foi a primeira vez a casa da Aya, o pai da Aya, muito ilario...

    No inicio realmente a irmã era chata, quando descobriu sobre a doença da irmão simuntanemente foi mudando o modo de pensar e agir, começou a enxergar a sua voltar

    Adorei a irmã da Aya, quando repreendeu os amigos do irmão (Hiro), e principalmente quando repreendeu o irmão pelo fato de ter vergonha da Aya, e fez ele sentir orgulho de uma irmã otimista, que apesa das dificuldades sempre continuo andando e ajudando e auxiliandos aos proximos

    Aya, sofreu muito com preconceito, pelo fato de encomoda os amigos, entrava em desespero, mas porém sempre erguia a cabeça e continuava a luta, com um belo sorriso estampado no rosto

    Quando a Aya, fez a pergunta ao doutor, porque essa doença me escolheu, me sintir na pele do doutor, nao saberia de maneira alguma responder, nao saberia uma rosposta, serei frustante

    Asou,sempre fechado numa concha, foi digno de aplausos, apoio e ajudou a Aya em muitas situações, repreendeu os amigos e professor, fato expressarem oque sentiam pelas costa da Aya, fato de ter uma pessoa deficiente na sala, eles enxergavam a Aya,como fardo, e encomodo

    Apesa de tudo, a doença, preconceito, desespero, nunca se deixou cair em depressão. ajudou muitos com a suas frases, inspirou muitas pessoas, ate o ultimo dia da sua vida

    Os pais da Aya, são um excelente exemplo, sempre proximo da filha, a mãe principalmente, ela sim digna de aplausos

    Eu aprendir muito com a vida da Aya, sentir na pele o sofrimento da Aya, e da familiar

    Tem muitas lições a tirar, muitas lições, aprender apreciar a vida, agradece a Deus, por esta vivo,com saúde, parar de ser egoista e enxergar apenas o seu naris, mesmo que caia, possa levantar e seguir em frente, amigos e principalmete uma familia esperando de braços aberto, para de declama de barriga cheia, vive o presente intensamento sem arrependimentos

    Amei, adorei muito, me emocionei muito, nao sei nem como me expressa, pena q infelizmente a Aya, faleceu, infelizmente baseado em fatos reais

    Mais agredeço aprendi muito, me inspirei muito, seguir em frente sobre qualquer circunstância

    Quero agradece a Amanda, que me indicou a resenha 1 litro de lágrimas

    Adoraria que muitos ser humanos idiotas, aprendessem a dar valor a vida, após acompanhar a vida da Aya

    Obrigado, creio q me empolgue um pouco xD

Postar um comentário

Powered by Blogger